Existem diversas ações gerenciais que devem ser utilizadas, para que determinado empreendimento seja feliz, alcance o sucesso. Entre as ações mais comuns está a elaboração e utilização do fluxo de caixa. Afinal, se o negócio tem total controle de suas despesas e receitas, a organização financeira está garantida, o que dá a condição de se planejar investimentos e portanto o crescimento do negócio.

De modo geral, as empresas sabem desta importante forma de gestão. Entretanto, nem sempre é fácil tornar essa gestão financeira uma realidade. Por conta disso, elaboramos este conteúdo. Nele, vamos explicar algumas das principais técnicas para fazer uma organização de caixa eficiente. Acompanhe!

O que são despesas e receitas?

Antes de tudo, é importante compreender tecnicamente as diferenças entre despesas e receitas. Pode parecer simples, mas muitas pessoas que iniciam um novo negócio têm dificuldade de identificar a diferença entre esses dois fatores, que são partes fundamentais do desenvolvimento da empresa.

Receita

A principal receita é aquela que origina entradas, especialmente a financeira, proveniente das vendas de produtos, mercadorias e de serviços. Há outras bem menos expressivas, como a de rendimentos de aplicações, por exemplo.

Contudo, é importante entender que receita e entrada são coisas diferentes. Um empréstimo, por exemplo, pode ser uma entrada, mas não é uma receita, pois terá de ser devolvido no futuro.

Despesa

Diferentemente de custos, a despesa corresponde as necessidades da empresa manter a sua atividade operacional funcionando. Alguns exemplos são o aluguel da sala comercial, o pagamento do pró-labore, a compra de materiais de escritório ou o pagamento de salário de funcionários.

As despesas não aumentam o capital da empresa, mas são necessárias para a manutenção e até mesmo para o desenvolvimento do empreendimento.

Ressalta-se a necessidade de se conhecer e aplicar a diferença entre os dois regimes: caixa e de competência, tanto para a despesa, quanto para a receita.

Não é possível fazer gestão financeira e econômica, se não for aplicado corretamente os dois regimes, em especial o de competência, obrigatoriamente utilizado na Contabilidade. 

gestão financeira para óticas

O que é balanço patrimonial?

Outro ponto importante é compreender o que é o Balanço Patrimonial (BP). Basicamente, ele é um relatório contábil pelo qual é possível descrever a situação financeira da empresa. É a melhor forma de ter um levantamento apurado e completo a respeito de todos os bens e direitos do negócio. Por meio dessa ferramenta é possível:

  • analisar o comportamento financeiro da empresa;
  • perceber o trajeto dos recursos financeiros;
  • auxiliar no planejamento tributário, analisando os tributos pagos e formas de reduzi-los;
  • fornecer material para que tomadas de decisões financeiras sejam mais acertadas.

Como e quando fazer o Balanço Patrimonial?

De modo geral, o BP deve ser feito a cada 12 meses, sendo uma das obrigações de gestão financeira do empreendedor. Para fazê-lo corretamente, é necessário levar em conta algumas questões. Existem três informações essenciais que precisam compor o Balanço Patrimonial. São elas:

  • relatório de ativos: apresentação de quais são as fontes de renda da empresa;
  • relatório de passivos: apresentação das despesas e gastos;
  • patrimônio líquido: o resultado do balanço patrimonial entre ativos e passivos.

Primeiro sistema mobile para óticas, optiSoul.

Como organizar financeiramente sua empresa?

Toda empresa deve ter a sua contabilidade, pois sem ela é bem mais difícil fazer uma boa gestão.

Para garantir o sucesso econômico de seu negócio, existem algumas dicas a serem levadas em conta, como:

  • não misturar finanças pessoais com as da empresa;
  • organizar diariamente as entras e saídas;
  • organizar relatórios regulares das despesas e receitas;
  • utilizar ferramentas de gestão para melhorar a organização.

Controlar corretamente as finanças de um empreendimento nem sempre é uma tarefa fácil. Um primeiro passo para fazer isso é organizar um relatório de suas despesas e receitas, bem como fazer um Balanço Patrimonial de forma correta.

Para não ter problemas com essas atividades, a melhor opção é contar com um sistema de gestão que facilite muito os controles.

Nesse sentido, a Optidados fornece os melhores serviços, com um sistema mobile para óticas, que fornece históricos de recitas, controle do fluxo de caixa, cadastro de clientes e muitas outras funcionalidades.

Quer saber como podemos auxiliar você na gestão financeira de sua ótica? Então, entre em contato conosco!

Orlando Bueno

Sempre buscando referências nas melhores práticas do segmento ótico global e com vivência de 3 décadas no varejo ótico nacional, idealizei a Optidados em 2008, com a missão de oferecer às Óticas do Brasil, inteligência de informação e eficiência de resultados comerciais, através de soluções tecnológicas de ponta. São com essas experiências que escrevo com muito prazer para o Blog da Optidados.

Postagens publicadas: 19