Apenas em tempos de dificuldades financeiras as empresas fortalecem suas estratégias, buscam resultados incessantemente e correm contra o tempo para cumprir seus objetivos.

Descrevemos nesse blog onde sua ótica pode estar perdendo dinheiro, através de questionamentos e exemplos, para que você gestor ou vendedor analise e compreenda como está a situação da sua empresa. Fique com a gente até o final!

1. Não acompanhar as Métricas da ótica

Você mensura os resultados que sua ótica gera? Estipula metas? Acompanha as informações com frequência?

Métricas são sistemas de mensuração que quantificam uma tendência, comportamento ou variável de negócio, permitindo medir e avaliar o desempenho de suas ações.

As métricas oferecem uma variedade de inputs que conferem à empresa uma maior segurança e visão (interna e externa) da sua posição atual e futura no mercado. Além disso:

  1. Auxiliam nas tomadas de decisão;
  2. Permitem detectar novas oportunidades e o investimento necessário para concretizá-las;
  3. Consolidam necessidades de investimento ou alertam para a sua fragilidade;
  4. Detectam falhas operacionais e sugerem soluções.

Nesse momento você pode estar se perguntando: “Ok Bianca, mais quais métricas posso e devo usar em minha ótica?”. Fique tranquilo! Vamos lá com algumas:

Taxa de conversão

A taxa de conversão é uma das métricas mais importantes do varejo, ela fornece vários insights para entender o que está acontecendo dentro da sua loja.

Para calcular esse dado, basta dividir o número de vendas pelo número de visitantes do negócio.

Ou seja, aqui entenderemos se as pessoas que entram na loja estão realmente se interessando pelos produtos oferecidos e realizando uma compra.

A taxa de conversão nos diz, por exemplo, se estamos atraindo as pessoas certas nas campanhas realizadas. Um baixo índice também pode indicar uma necessidade de reformular as estratégias de preço ou até o mix de produtos.

Por fim, essa métrica também serve para medir a eficiência da sua equipe de vendas, já que ela pode estar com dificuldades para converter os visitantes em clientes.

Baixe gratuitamente o eBook Análise SWOT

Tempo de permanência na loja

O tempo que o cliente passa dentro da loja pode dar pistas importantes sobre a eficiência das suas ações de marketing.

Se o tempo médio de permanência for baixo, a experiência oferecida ao cliente não está sendo satisfatória.

Nesse sentido, vale a pena reformular suas campanhas de marketing dentro do estabelecimento, criar novas ações que engajem o consumidor e conversar com os vendedores para entender quais são as principais queixas dos clientes.

Um dos principais motivos normalmente pode ser a falta de produtos.

Retorno sobre o investimento (ROI)

Analise de Retorno sobre Investimento (ROI) é um indicador de performance financeiro utilizado para avaliar a rentabilidade e/ou comparar a eficiência de diferentes investimentos.

Na pratica, é uma analise entre os ganhos financeiros esperados com a execução de um investimento e os os custos que esse investimento vai gerar.

Um exemplo bem simples para você calcular em sua ótica é: escolha uma campanha que você fez com o marketing, como a época de Natal por exemplo (assim como páscoa, carnaval, festa junina ou outras datas comemorativas).

Dentro desta data você certamente compra enfeites para deixar sua loja mais atrativa, elabora promoções e condições especiais e talvez possa até fazer algum tipo de anuncio por algum meio de comunicação da sua região (como rádio, carro de som ou até mesmo anúncios no Facebook ou Instagram).

Todas essas três ações lhe gerou um valor de investimento para chamar pessoas até sua ótica, certo? 

Some todos esses valores e você terá o total de custos investido. Após isso, pegue o valor de vendas total do período (do inicio da campanha até o final). Com esses dois valores faça o calculo a seguir:

Fórmula ROI = (Lucro do investimento – custo do investimento) / custo do investimento > ROI = (R$60.000,00 – 12.000,00)/ 12.000,00 = 4.

Nesse exemplo meramente ilustrativo, o retorno sobre o investimento foi de 4 vezes o investimento inicial. Você pode também multiplicar o resultado por 100 para obtê-lo em porcentagem, no caso, 400% de retorno.

A definição e execução do ROI é ajustada a cada situação, dependendo daquilo que a sua empresa decidir incluir como retorno ou custo, mas no final o objetivo será sempre o mesmo: perceber se o seu investimento gera ou não retorno positivo.

2. Não aproveitar as informações do seu cliente

Por que não ter as informações dos seus clientes pode fazer com que esteja perdendo dinheiro?

É simples! Você pode estar deixando de fazer uma estratégia de pós-venda mais assertiva e fazer a diferença para o cliente através de um atendimento mais consultivo, que além de fidelização, gera valor agregado.

É fundamental que você tenha o máximo de informações possíveis sobre seus consumidores, como: data de aniversário, hobbys, estado civil, endereço, redes sociais etc.)

Se você não esta sabendo coletar e aproveitar as informações dos clientes de sua ótica (e consequentemente não está fazendo pós-venda) você pode estar perdendo muitas vendas e dinheiro.

Primeiro sistema mobile para óticas, optiSoul.

3. Descontrole da inadimplência

A inadimplência dos clientes é um dos maiores problemas para o caixa. Se ela for mal administrada, vai gerar muitas perdas para da sua ótica.

Por outro lado, quando existem recursos para se obter uma boa gestão da inadimplência, como por exemplo, o controle via um sistema gestão especifico para óticas, que automatize todo o processo de venda até a cobrança, gerando relatórios diários, enviando lembretes de vencimentos aos clientes, além de eliminar os riscos de esquecimento dos mesmos, sua ótica pode se organizar e ter uma administração de sucesso.

4. Processos manuais

Dentro do ambiente empresarial, o tempo pode representar ganho ou perda de dinheiro.

Deste modo, quando se utiliza processos manuais, como a emissão de crediários, cadastro de clientes e controle das contas a pagar e receber via papel ou planilhas, é possível observar um gasto excessivo de tempo que poderia ser alocado em outras atividades estratégicas para a gestão da sua ótica.

Com isso, a automatização desses processos pode proporcionar um aumento de produtividade e evitar a perda de dinheiro com atividades que demandam tempo. Além de também contar com a redução de falhas com estoque, organização de pedidos, cobranças de seus clientes entre outras ações que geram a falha operacional.

5. Agora é com você!

Esses foram apenas 4 tópicos que você precisa se atentar para melhorar a sua gestão.

Se você não se sente seguro(a) com os resultados que sua ótica vem tendo, ou precisa obter mais informações sobre como e onde pode estar perdendo dinheiro, fique tranquilo! Podemos te ajudar através de um diagnóstico gratuito com um de nossos consultores. Nos envie sua mensagem, clicando aqui.

Se gostou desse artigo, curta, compartilhe e deixe um comentário com sugestões para nos ajudar nessa missão de compartilhar e escrever mais conteúdos de qualidade ao segmento óptico. Será muito bem vindo! 😀

Bianca Boscolo

Sou formada em Administração de Empresas pela UNIP-Campinas, com especialização em Gestão de Pessoas pela FAJ. Me considero uma pessoa cheia de energias e apaixonada por uma boa cerveja artesanal. Descobri o segmento ótico em 2011, onde trabalhei em uma ótica por dois anos até ingressar na Optidados. E é com essa energia e experiência que escrevo com grande atenção para o Blog Optidados.

Postagens publicadas: 49