A DNP (Distância Naso-Pupilar) é a métrica mais importante na hora de se fazer os óculos do seu cliente. Por ser um dado sensível, a sua medição deve ser precisa — o cálculo equivocado pode inutilizar as lentes corretivas.

Claro que nenhuma ótica quer desagradar o cliente nem ter prejuízos. Pensando nisso, produzimos este artigo especial para esclarecer as principais dúvidas sobre a DNP.

Quer ficar por dentro do assunto? Então, continue a leitura deste post!

A distância naso-pupilar

DNP é a distância naso-pupilar (nariz-pupila). A sua tomada é feita para medir o reflexo corneano e não necessariamente o centro da pupila — saiba que nem sempre o reflexo estará centralizado na pupila. É preciso tirar essa medida porque ela varia de pessoa para pessoa.

Toda lente é cortada conforme o formato da armação, e o grau dos óculos deve estar centralizado na lente. Como essa altura varia de acordo com a distância naso-pupilar a medição é primordial e muito sensível. A sua equipe de atendimento deve ter bastante atenção na hora de realizá-la.

A tomada da DNP pode não ser apenas a parte final da venda, mas sim uma forma de tornar menos abstrato aquilo que o cliente está comprando. Uma etapa muito importante e que poucos vendedores praticam é a obrigação de ajustar a armação no rosto do cliente antes de realizar as medidas.

Primeiro sistema mobile para óticas, optiSoul.

Riscos da medição incorreta

Quando a medição da DNP é feita de maneira equivocada, a experiência do cliente não é das melhores. Infelizmente, ele vai ter dificuldades para se acostumar com os óculos. Além disso, é possível que a sua visão continue ruim mesmo com o uso das lentes corretivas, o que acaba gerando outros problemas no dia a dia, como a dor de cabeça e o agravamento das doenças da visão.

Se o seu cliente compra óculos com a DNP incorreta, a insatisfação é uma certeza, e ela gera impactos negativos para a sua ótica. O primeiro deles é o prejuízo, afinal, a empresa deve arcar com um novo par de lentes para o consumidor. Outro problema é como fica a reputação da sua ótica no mercado.

O cliente espera que a sua empresa cumpra com o que promete: fazer óculos, e o seu bom funcionamento é pré-requisito. Quando isso não acontece, o consumidor acaba se tornando um detrator e passa a não indicar a sua ótica quando amigos e familiares precisam desse tipo de serviço.

Como deve ser realizada a tomada de medidas?

A tomada de medidas é simples de ser feita, mas demanda bastante atenção da sua equipe de atendimento, visto que pode influenciar na montagem da lente. Se o seu cliente é míope e a DNP é pequena — menor que 30 — os óculos serão mais grossos nas bordas.

Da mesma forma, se a DNP é grande — maior que 30 —, os óculos podem ficar mais finos nas bordas. Por essa razão, recomendamos aros menores para míopes. Se o cliente é hipermetrope e a distância naso-pupilar é pequena, os óculos serão mais grossos na parte nasal.

Se a DNP é grande, os óculos serão mais finos na parte nasal, por isso é mais indicado optar por um aro mais redondo e, de preferência, em acetato.

A seguir, veja como deve ser feita a tomada de medidas da distância naso-pupilar:

  1. colete informações como por que, para que, como e quando o cliente usa ou usará os óculos — essas são informações valiosas para entender como o cliente passa a maior parte do tempo com os óculos;
  2. posicione o paciente em P.P.M. (posição primária de mirada) de maneira que ele fique confortável e até distraído, se for possível;
  3. se, na ótica, vocês costumam usar um pupilômetro digital ou analógico, posicione o aparelho e peça para o paciente olhar para o infinito;
  4. marque onde está o reflexo da luz;
Óculos sendo ajustado no rosto do cliente
Ajuste correto da armação no rosto do cliente

Falta de pupilômetro

Se você não tiver nenhum tipo de pupilômetro, utilize uma lanterna e peça para o cliente olhar para a luz. Então, marque o reflexo com uma caneta na lente de mostruário da armação.

Caso sejam óculos de sol com lentes escuras:

  • tire as lentes dele;
  • grude uma fita transparente de uma borda à outra da armação;
  • marque a fita – em cima do reflexo – com a caneta;
  • finalmente, meça a DNP com a régua.

Como melhorar a qualidade do atendimento?

A tomada das medidas de DNP é a etapa final do seu atendimento, ou seja, o consumidor está decidido a comprar os óculos na sua ótica. É importante, no entanto, que esse procedimento seja realizado considerando também as boas práticas da cultura com foco no cliente. Para ajudar você, listamos aspectos que devem ser priorizados no atendimento da sua ótica. Confira, a seguir.

Baixe gratuitamente o guia completo para o vendedor de ótica

Demonstre empatia com o seu cliente

Ouça o que o seu cliente tem a dizer. Muitas vezes, o consumidor não conhece as soluções que o mercado oferece para o seu problema de visão. Escute-o e, em seguida, mostre quais são os produtos que atendem melhor às suas expectativas. Explique a diferença entre os materiais e os formatos de óculos. Uma boa ideia é dar dicas de qual tipo de armação é o mais indicado conforme o formato do rosto do cliente.

Além disso, lembre-se que, apesar de já ter escolhido a armação, é comum que o cliente ainda não possa levar os óculos para casa. É muito importante que você ensine ao seu cliente todos os benefícios e as diferenças entre os tipos de lentes, de forma que ele enxergue o real valor dos produtos ofertados.

Estamos falando de explicações sobre os tratamentos, as diferenças de espessura, o tamanho de corredor de progressiva, a variedade de marcas etc. Você percebe como tudo fica muito abstrato se você não tem uma ferramenta que realmente o faça visualizar esses diferenciais para justificar os preços?

Personalização dos óculos

Diante disso tudo que falamos, a medida da DNP se torna o momento ideal para dizer sobre a personalização da lente que você fará para o cliente.

Valorize o momento e argumente que vocês — que fazem parte da ótica mais profissional, mais atenciosa, que tem o melhor serviço e a equipe mais qualificada para cuidar da saúde visual — vão construir a lente de forma personalizada, de acordo com o tamanho dos olhos e da armação que o próprio consumidor escolheu.

Verifique a DNP

A dica que damos para garantir a satisfação do seu cliente é refazer a medida da DNP, no momento em que ele volta à ótica para retirar seus óculos prontos. Com isso, você garante que tudo está ok e que seu cliente terá uma boa adaptação com o novo produto.

Como fazer a medida digital da DNP?

Você viu que a medição da distância naso-pupilar é crucial para conquistar a satisfação do seu cliente. Agora, já imaginou ser possível tirar essa medida de maneira simples, rápida e precisa? Com a tecnologia, o seu atendimento oferece ao consumidor uma experiência única. Por meio do sistema da Optidados, o Optisoul, a sua equipe pode tirar as medidas de DNP e Altura dos clientes por meio de uma foto, via celular.

Se você quer mais qualidade no seu atendimento ao cliente na hora de tomar as medidas da DNP e conquistar promotores para a sua ótica, invista na transformação digital do seu negócio. Adote o Optisoul e conte com outras funcionalidades que vão potencializar a produtividade da sua ótica.

Quer saber como o sistema funciona na prática? Nos envie uma mensagem e descubra como o Optisoul pode despertar o máximo potencial da sua ótica!

Carol Melzani

Sou coordenadora da Central de Relacionamento na Optidados. Me formei em Direito pela Faculdade de Jaguaríuna, onde despertei grande interesse em discussões acerca do direito empresarial. Amo aprender e entender com os clientes, os desafios que me cercam, propondo soluções que conciliam a tecnologia com as boas práticas de varejo. Utilizo desse lema como o direcionador dos textos que escrevo para o Blog Optidados.

Postagens publicadas: 51