Uma boa gestão financeira pode fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso da empresa. Ela é necessária para todos, inclusive para pequenas iniciativas, ainda em seus primeiros passos.

Certamente, você tem noção dessa importância, mas devem surgir algumas dúvidas sobre como realizar esse gerenciamento.

Neste post, vamos dar algumas dicas para você já colocar em prática. Confira!

O que é a gestão financeira de uma ótica?

Como qualquer empresa, controlar, administrar e planejar as finanças da sua ótica são etapas essenciais para se alcançar os resultados planejados, entre eles o lucro. Existem passos/etapas a serem aplicados para a execução da gestão financeira, que devem contar com processos e ferramentas adequadas para alcançar maior precisão.

Mas a gestão não serve só para deixar as contas em dia. Com base em rotina e organização, os gestores conseguem tomar decisões seguras e alinhar e/ou realinhar o próprio planejamento e corrigir rotas.

Quais são as principais etapas da gestão financeira?

Uma gestão financeira baseia-se em cinco pilares: coleta de dados, análise, decisão, implementação e monitoramento.

Coleta de dados

A identificação da situação atual é o primeiro passo para uma gestão eficiente, traçando um ponto de partida para as mudanças.

Para isso, é preciso coletar todos os dados relacionados às finanças da ótica, como vendas mensais, custos fixos e variáveis, impostos, entre outras informações relacionadas as movimentações financeiras da ótica.

Análise de dados

Com todos os dados corretos em mãos, é hora de avaliar como estão as finanças. Verifique o faturamento, faça um comparativo dos gastos, pense friamente no que pode ser melhorado e precisa de ajustes.

Tomada de decisão

Após a verificação, é hora de tomar as decisões. Com base na realidade da ótica e do mercado, faça um planejamento com tudo o que será feito, de preferência anotando e formalizando.

Se a ótica possui mais de um sócio, é importante que essas decisões sejam de comum acordo entre todos.

Esse planejamento deve abordar não somente o compromisso com os custos, despesas, amortização de eventuais financiamentos, mas também a previsão de investimentos e como a receita será aplicada.

Faça também um planejamento tributário, criando uma projeção dos impostos que serão pagos. Se possível, realize estudos com a ajuda do seu Contador, quanto ao melhor enquadramento tributário. Os riscos fiscais devem ser mitigados, ao máximo.

Implementação

Após a definição das ações, é hora de colocar em prática. Implemente as mudanças e preste muita atenção em como a empresa reage às melhorias na gestão financeira.

Os ajustes podem ser o foco no marketing para atrair mais clientes, decisão de contratação ou redução de funcionários, buscar novos pontos para alocar a loja física, entre muitos outros.

Monitoramento e controle

Como saber se a gestão financeira trouxe resultado? Comparando com períodos anteriores e com o que foi planejado.

Para isso, é essencial ter um monitoramento de todas as transições que impactam as finanças, com precisão nos dados.

Ao final de cada mês, é possível avaliar se as ações foram acertadas e/ou se é preciso ter um posicionamento diferente.

gestão financeira para óticas

Quais são as ferramentas necessárias para uma boa gestão financeira?

Algumas práticas auxiliam muito no gerenciamento das contas da empresa. Podem parecer complexas a princípio, mas devem ser compreendidas e praticadas, para que você consiga administrar bem a sua ótica.

Fluxo de caixa

No fluxo de caixa, é feito o registro de todas as movimentações financeiras, ou seja, todas as entradas e saídas diárias de dinheiro.

Apenas com um fluxo de caixa bem feito é possível entender o status atual e as previsões para os próximos meses, além de identificar eventuais necessidades que o negócio possa ter.

Capital de giro

O capital de giro é o valor que a ótica precisa ter disponível para pagar os compromissos durante o período de tempo que se estabeleça, como dias ou meses.

Contar com um bom capital de giro é essencial para que a empresa consiga manter as suas atividades com capital próprio até o próximo pagamento. Se for um capital de terceiros, que seja com encargos financeiros baixos, suportáveis pelo negócio.

Mesmo que seja necessário um período para ter uma cartela confiável de clientes, ou ocorra uma queda de vendas muito fora do esperado, com essa reserva especial o negócio consegue manter-se em funcionamento.

Precificação

Cobrar uma margem muito alta de lucro pode assustar os consumidores e fazer com que eles escolham a concorrência. Ao mesmo tempo, valores muito baixos inviabilizam a sobrevivência da ótica, que não consegue o suficiente para cobrir as despesas e gerar uma margem considerável.

Por isso, a precificação é um fator muito relevante. Quando feita corretamente, garante as condições para que as vendas aconteçam, sem que a ótica perca espaço entre tantas outras.

Claro que, nesse conceito, é necessário considerar a marca e a qualidade dos produtos oferecidos, o local do ponto de venda, o atendimento, o número de funcionários, entre outras variantes.

Por isso, a coleta de dados e o planejamento são importantes para que haja clareza na gestão e sustentabilidade do negócio.

Como seguir essas etapas à risca?

Para aplicar a gestão financeira com eficácia, você precisa de um bom planejamento, que indique exatamente o que deve ser feito, de acordo com os objetivos definidos pela sua empresa.

Uma solução sistêmica que agilize esse trabalho e apresente dados com precisão é essencial. Afinal, sem informações fica difícil fazer um diagnóstico fiel e analisar os resultados.

Para isso, conte com uma boa tecnologia, que seja acessível, moderna e fácil de usar. Uma boa solução de gestão de ótica pode oferecer tudo isso, com um design amigável que não faça você perder horas tentando entender os números e como fazer as operações.

Se esse software puder ser usado no celular, melhor ainda! Isso traz mobilidade e praticidade, permitindo que você acompanhe a situação do seu negócio a qualquer hora, de qualquer lugar.

Neste post, mostramos os principais componentes de uma gestão financeira básica, quais providências são necessárias para operá-la e como a tecnologia pode te ajudar.

A solução da Optidados pode ser o que você precisa para colocar tudo em prática. O aplicativo traz transparência e assertividade para o gerenciamento das contas da sua ótica, garantindo uma visão completa e os insumos necessários para a tomada de decisão.

Quer conhecer mais sobre e entender como funciona? Acesse a página do OptiSoul!

Bianca Boscolo

Sou formada em Administração de Empresas pela UNIP-Campinas, com especialização em Gestão de Pessoas pela FAJ. Me considero uma pessoa cheia de energias e apaixonada por uma boa cerveja artesanal. Descobri o segmento ótico em 2011, onde trabalhei em uma ótica por dois anos até ingressar na Optidados. E é com essa energia e experiência que escrevo com grande atenção para o Blog Optidados.

Postagens publicadas: 49